top of page

Dia de Choro reúne grandes nomes da música instrumental brasileira

Neste sábado (22) a cidade de Poços de Caldas celebra a música brasileira em uma das suas mais genuínas expressões: O Choro. A programação do Dia de Choro é dedicada aos diferentes sotaques desse gênero musical, com shows que trazem a produção contemporânea e a universalidade dos clássicos.


A segunda edição do festival tem como anfitriões o Araçá Quarteto, que convidou para dividir o palco do Teatro Palace Casino o violonista Gian Correa e os Chorões Alterados, além de Roberta Valente e Alexandre Ribeiro em uma apresentação especial recebendo Cleber Silveira e Zé Barbeiro.


Roberta e Alexandre retornam ao palco do Dia de Choro com novo trabalho. Em 2019 se apresentaram com o grupo Ó do Borogodó e para este sábado convidaram o acordeonista Cléber Silveira, além de outro músico muito querido da cidade, o violonista Zé Barbeiro, um dos maiores compositores do choro contemporâneo. O show é um encontro de diferentes gerações e promete ainda uma homenagem ao clarinetista Paulo Moura. ”Preparamos um repertório de autores de todas as épocas, músicas mais conhecidas, como “1x0” (Pixinguinha), como também raridades como “”Entre amigos”, de Raul Silva, escolhido em homenagem ao festival”, destaca Roberta, lembrando ainda que o show contará com composições de Alexandre e Zé Barbeiro.


O show que encerra a noite será do violonista Gian Correa, que apresenta pela primeira vez em Poços seu trabalho como compositor. Ao lado dos Chorões Alterados, com Morgana Morena, Henrique Araújo, Rafael Toledo e Marcelo Rosario, Correa traz músicas do seu último álbum, “O Abismo da Prata” , lançado este ano. Gian é atualmente um dos mais requisitados violonistas de 7 cordas do país com álbuns elogiados pela crítica especializada e selecionados em listas de melhores discos do ano. Como instrumentista participou de shows e gravações com Criolo, Emicida, André Mehmari, Nicolas Krassik, Yamandu Costa, Mestrinho, Zeca Pagodinho, Nelson Sargento e Monarco da Portela, entre outros.


O Dia de Choro terá o ator e compositor Sá Gabriel como apresentador e a abertura dos trabalhos ficará por conta dos grandes anfitriões, Araçá Quarteto. O grupo poços caldense formado pelo violonista Jorge Viviani, o flautista Leonardo faria, pelo panderista Leo Brasileiro e pelo cavaquinista Flávio Danza, apresentarão músicas do seu disco de estreia, além de composições inéditas, que estarão no próximo lançamento do quarteto.


Toda a programação é dedicada ao músico, pesquisador e jornalista Luis Nassif. Nascido em Poços de Caldas, Nassif é um dos principais jornalistas econômicos do país e para o Choro, um dos seus principais embaixadores.


Seus saraus, organizados por onde passa, reúnem diferentes gerações de chorões, além de promoverem intercâmbios entre criadoras e criadores da música brasileira de diferentes regiões. Como músico e compositor, lançou em 1996 Luis Nassif Nosso Choro. Para a pesquisadora e musicista Roberta Valente,“Luís é, pelo menos há 40 anos, um dos maiores divulgadores do Choro, seja através das pesquisas, seja através do exercício do jornalismo, seja pelos encontros que ele promove, pelo apoio que ele sempre dá aos músicos, seja por seu bandolim e suas composiçōes”, destacou Roberta.


Dia de Choro é um projeto de Jorge Viviani, viabilizado através da Lei Estadual de Incentivo à Cultura de Minas Gerais, com o Patrocínio do Grupo DME, produção da Lavanda Cultural, apoio da Prefeitura de Poços de Caldas através da Secretaria Municipal de Cultura e realização do Governo do Estado de Minas Gerais - governo diferente, estado eficiente.

コメント


bottom of page