top of page

Flipoços terá mais de 180 atrações e espera receber 80 mil pessoas

De 03 a 11 de setembro, Minas Gerais sedia um dos mais importantes encontros de literatura do Brasil, o 17º Festival Literário Internacional de Poços de Caldas (Flipoços). Com uma programação que apresenta nomes como o de Daniel Munduruku, Nelson Motta, Eduardo Bueno, Caetano Galindo, Jorge Caldeira, Ney Matogrosso e Cristóvão Tezza, o evento realiza debates, shows, oficinas, workshops, lançamentos, intervenções ao público infanto-juvenil, mesas e palestras noturnas com alguns dos maiores nomes do pensamento crítico e das artes no país e exterior.


Ao todo, 184 atrações culturais, além de um espaço dedicado à gastronomia mineira e o circuito Pegada Literária, integram a agenda. De acordo com a organização, depois das edições em formato virtual em função da pandemia, a programação deste ano foi cuidadosamente preparada para atrair um público extremamente amplo e, assim, o evento espera receber cerca de 80 mil pessoas. Todas as ações acontecem no Complexo Cultural da Urca em Poços de Caldas, única cidade do Sul de Minas a aparecer na categoria "A" do Mapa do Turismo Brasileiro.


Sob curadoria de Gisele Ferreira, o Flipoços 2022 traz a temática “Letras e Música, a Sinfonia da Literatura”, com homenagens especiais ao Clube da Esquina e Milton Nascimento, patrono desta edição. A Música Popular Brasileira tem presença em toda a programação, com shows, workshops, além de mesas como a proposta por Nelson Motta e o historiador e escritor, Eduardo Bueno (Peninha). Ney Matogrosso integra a agenda nos dias 9 e 10 de setembro, participando de bate-papos sobre o lançamento de sua biografia – com o jornalista e biógrafo Júlio Maria – e sobre o filme dedicado a ele, com o cineasta Felipe Nepomuceno.


A agenda destaca, ainda, os 100 anos da Semana de Arte Moderna, com encontros sobre o tema e convidados como Tarsilinha do Amaral, Carolina Casarin, Sergio Montero, José de Nicola e Luca de Nicola, além de mesas especiais, como a dedicada ao centenário do livro Ulysses, do escritor James Joyce, no dia 06, às 16h, com participação remota de Caetano Galindo e mediação de Sergio Montero.


O Festival também traz atividades dedicadas ao Bicentenário da Independência, com encontros e lançamentos, destacando a presença dos historiadores, Jorge Caldeira, Thales Guaracy, Rodrigo Trespach, José Manuel Diogo. No dia 6, às 8h, o Teatro da Urca é palco do Ciclo Homenagem Bicentenário, com a mesa "A Descoberta do Brasil sob a ótica dos colonizados" com a presença do professor de história, Ricardo Senegal, a professora de literaturas africanas, Nanci Morays - ambos de Poços - e os portugueses Ana Filomena Amaral e Casimiro Simões. Mediadora Thais Costa, Empreendedora Social e Negócios de Impacto.


Para evidenciar a importância do Estado de Minas Gerais na Independência do Brasil, no dia 07 de setembro, o Flipoços realiza, às 10h, a mesa "A história de 113 anos da Academia Mineira de Letras e os cem anos da Revista", com Rogério Tavares, e a transferência simbólica da sede da Academia Mineira para Poços de Caldas. O momento conta com a presença da Academia Poços-caldense de Letras e Academias de Letras regionais.


Segundo Gisele Ferreira, outras atividades em homenagem ao Bicentenário também ressoarão como “grito” de independência, destacando também o encontro entre os indígenas Marcia Kambeba e Daniel Munduruku na mesa "Sobre palavras e sons indígenas: entre éticas e estéticas de (in)dependência", no dia 7, às 19h.


Para encerrar as homenagens referentes aos 200 anos da Independência, o Festival contará com a mesa "200 Anos, 200 Livros e mais de 1000 amores - a história que se transformou em um lindo romance entre Brasil e Portugal", uma efeméride importante: os 200 anos da Independência do Brasil, com a participação de José Manuel Diogo, Diretor da Câmara de Comércio e Indústria Luso Brasileira e um dos fundadores da Associação Brasil Portugal 200 anos. A atividade conta com a participação especial do escritor, historiador e imortal da ABL, Jorge Caldeira e mediação de Ana Clara Fonseca (Cainha).


Em um encontro inédito e extremamente relevante entre dois dos maiores festivais de literatura do Brasil, no dia 08, às 19h, o Teatro Benigno Gaiga recebe a Mesa Flip e Flipoços | "Assim na Serra como no Mar - Cidade, arquitetura e literatura" | Uma reflexão sobre a importância de cidades turísticas como Poços de Caldas, na Serra e Paraty, no Mar, como propulsores no turismo cultural, no desenvolvimento humano e nas arquiteturas coletivas. Um diálogo entre Mauro Munhoz, diretor da Flip (Festa Literária Internacional de Paraty), Gisele Ferreira, curadora do Flipoços (Festival Literário Internacional de Poços de Caldas) e o músico e compositor Luis Perequê.


Com uma programação literária especial para o público infantojuvenil, o Espaço Sesc Flipocinhos oferece 69 atrações com a proposta de despertar nas crianças o interesse pela literatura. A programação promove atividades lúdicas e recreativas, oficinas e contação de histórias e ocorre em parceria com o Sesc-MG, com participação gratuita ao público. Para conhecer programação do Sesc Flipocinhos acesse https://flipocos.com/programacaoflipocinhos.html ou ligue para agendamento de atividades.


Através do circuito Pegada Literária, ao longo da programação acontecerão também workshops, oficinas, visitas e várias atrações que vão além do Espaço Cultural da Urca, onde acontecem as principais atividades do Festival Literário. Essas atividades acontecem em livrarias, escolas e outros espaços, visando ampliar a acessibilidade do público à literatura. A programação completa do Pegada Literária está disponível no https://flipocos.com/programacaopegadaliteraria.html


Para completar o Flipoços, o público encontra nos salões do Espaço Cultural da Urca as exposições da Feira Nacional do Livro de Poços de Caldas, que traz obras de vários gêneros, divididas em estandes de editoras e distribuidoras, trazendo mais de 40 representantes. O horário de visitação entre os dias 3 e 11 de setembro, acontece das 09h às 21h. No último dia de feira, dia 11, o horário é até às 18h.


Para saber mais e acessar a programação completa do Flipocos 2022 acesse: https://flipocos.com/programacaoflipocos.html


O 17º Flipoços 2022 é uma realização da GSC Eventos Especiais e evento integrante das comemorações dos 150 Anos de Poços de Caldas. Patrocínio do DME, através da Lei de Incentivo à Cultura do Estado de Minas Gerais. Apoio Cultural Sicredi, Café Três Corações e Unidonto. Parceria cultural e educacional Sesc e Senac. Apoio Institucional Associação União Literária de Minas Gerais e Comitê Poços Literária. Acesse o novo site, no ar pelo www.flipocos.com e, para mais informações, ligue para (35) 3697 1551.

Commentaires


bottom of page