Flipoços Virtual bate recorde de acessos; conteúdo fica disponível até 31 de maio

O Festival Literário Internacional de Poços de Caldas (Flipoços Virtual 2022) recebeu cerca de 120 convidados em mais de 60 atividades culturais, entre ações destinadas ao público infantil e mesas que priorizaram grandes nomes da literatura de língua portuguesa e promoveram o incentivo à produção literária independente.


O evento, realizado de 27 de abril a 1º de maio, contou com duas salas de transmissão simultâneas e, em seu objetivo de ganhar o mundo a partir de um sonho que nasceu no sul de Minas Gerais, obteve registros de acessos da Europa, África, América do Norte e de diversas regiões do Brasil.



Foto: Bruno Alves

Contabilizando as visualizações em cada uma das atividades propostas, cerca de 4 mil foram registradas em cinco dias de Festival, além de uma adesão relevante de alunos das redes pública e privada de Poços de Caldas, o que refletiu-se em uma participação que, segundo a organização, superou a verificada em 2021 e deve ampliar-se até o final do mês, uma vez que a plataforma do evento continuará disponível, até o dia 31 de maio, pelo www.flipocos.com

Para ampliar ainda mais a acessibilidade, o Festival contou com duas equipes de tradução simultânea de libras e manterá o conteúdo disponível também no Youtube, a partir de junho, no canal próprio do Flipoços (feiraflipocos). Ao todo, foram 45 horas de transmissão e uma divulgação ampla, que contou com destaque em alguns dos mais relevantes veículos de comunicação do país, contabilizando mais de uma centena de matérias produzidas a respeito do evento, em mídia nacional, local e regional e internacional.

Rompendo fronteiras e oferecendo a possibilidade de participação do público de qualquer parte do mundo a uma programação cultural intensa, a agenda contou com grandes nomes da literatura, trazendo temas de relevância para o povo brasileiro, como por exemplo a mesa de encerramento do festival que abordou “A escravidão na poesia brasileira - Do século XVII ao XXI”, do escritor Alexei Bueno. Trata-se de uma antologia recém-lançada pela Editora Record, uma das patrocinadoras do Flipoços. A Monja Coen, participante do Flipoços já há mais de dez anos, esteve ao vivo de forma remota no palco do Theatro do Palace Casino, para um público presencial e que também participou virtualmente.

Outro destaque importante da programação foi o Ciclo Território Literário Sul-mineiro que realizou, através do Polígono Sul Mineiro do Livro, cinco mesas de debates que mostraram um pouco da força da cultura literária de Poços de Caldas e de mais de 170 cidades ao entorno.

O evento promoveu também o lançamento do 1º Prêmio Literário a Escritores Independentes Flipoços Kindle, uma parceria da Amazon Brasil, que deve reconhecer trabalhos em língua portuguesa advindos de qualquer parte do país e dedica premiação especial aos escritores sul-mineiros. As inscrições e informações estão disponíveis em: www.flipocos.com

A curadoria compartilhada com as 14 editoras parceiras do Flipoços Virtual foi responsável por um ecletismo de temas e assuntos, característicos da essência do Festival, que, desde que abraçou o desafio do formato online, superou todas as barreiras impostas pela pandemia e, por três edições, ofereceu a possibilidade de participação do público de qualquer parte do mundo a uma programação cultural que, de acordo com a curadora, Gisele Ferreira, propiciou encontros fundamentais, em um período tão carente de arte e cultura para todos.

“Nosso objetivo principal sempre foi o de oportunizar acesso facilitado aos livros e autores. Acreditamos que esse modelo inovador que lançamos em 2020 consolida ainda mais nosso Festival como um importante instrumento democrático à literatura. Nesta edição, comemoramos o aumento significativo de acessos em nossa plataforma e a esperança transformadora de nossa sociedade através da cultura, essa ferramenta tão potente. Nossa maior expectativa, agora, se volta ao Flipoços Presencial, em setembro. Depois de todo esse tempo sem o contato com o público, nosso desejo é o de fazer um evento que seja mais um marco em nossa história. Vamos retomar com muito entusiasmo e alegria e mais uma vez promover um encontro inesquecível em Poços de Caldas”, reflete.

Comemorando 17 anos, o Flipoços prepara-se para a edição presencial, prevista para ocorrer de 3 a 11 de setembro, com o tema: “Letras e Música, a sinfonia da literatura", reverenciando e comemorando a mineiridade musical através dos ícones do Clube da Esquina.

O Flipoços Virtual conta com o patrocínio master da Alcoa, através da Lei Federal de Incentivo à Cultura, Secretaria Especial da Cultura e Ministério do Turismo. Patrocínio especial das editoras Record, Sextante, Rocco, Oficina Raquel, Planeta, Kindle KDP, Martins Fontes, Edições Sesc São Paulo, Rota Imaginária, Colli Books, Madrepérola, Mil Caramiolas, Brazil Publishing e Piraporiando. Apoio Cultural Tassi, União Literária de Minas Gerais e Comitê Poços Literária. Realização da GSC Eventos Especiais. Mais informações: www.flipocos.com ou (35) 3697 1551.