top of page

Nova exposição da artista Marina Junqueira é aberta no Museu Histórico e Geográfico

Foi aberta na última sexta-feira (1º) a nova exposição da artista plástica Marina Junqueira, no Museu Histórico e Geográfico de Poços de Caldas.


Com o título “Deixe Marinando e Devore Tudo em Seguida” e curadoria de Cacá Monteiro, a mostra fica em cartaz até o dia 29 de dezembro e apresenta parte significativa dos seis anos de produção da artista, expressando uma energia criativa ininterrupta que vibra entre os mais variados suportes, como acrílico, tela e papel.


Essa multiplicidade de meios conversa com a variedade de personagens que transitam por suas obras. Embora únicos em cada universo, eles evoluem ao longo dos anos, como se expressassem para o espectador o estado de espírito da artista.


Junqueira sempre esteve no mundo das artes, mas seguiu caminhos diversos no campo da criatividade, como televisão e cinema. Parece que suas ideias foram de fato, marinando dentro de si, até que em 2017, um fluxo criativo explodiu. Cores, frases, imagens fotográficas e até mesmo papéis banais do cotidiano, como embalagens ou páginas de revistas se juntaram a desenhos de canetas com tintas acrílica e spray.



O resultado foi a série “Valente“, com 41 trabalhos em papel “fine art”. Essa primeira coleção ficou mesmo “Marinando” e só agora é exibida pela primeira vez ao público. Sua última série “Os Crípticos e Eu”, de 2022/2023, é composta por 31 trabalhos em papel artesanal, Indiano e Canson (320gms, em puro algodão) e também faz parte dessa exibição.


As duas coleções de trabalhos se aproximam na técnica (mista), na exuberância das cores, nas palavras soltas, na abundância de personagens, mas, ao mesmo tempo, mostram fases diferentes da artista. Em “Valente” é possível notar cenários lotados de personagens, frases, colagens, um maximalismo de elementos. Já em “Os Crípticos e Eu” há espaços, blocos de cores e mais “respiros”.

bottom of page