top of page

Poços de Caldas participa da 9ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais

Poços de Caldas participará novamente da Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais. O tema proposto pelo IEPHA (Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico) para a edição de 2023 é “Caminhos Gerais: Itinerários e Rotas do Patrimônio Cultural Mineiro”. A cidade vai contar com seis ações, distribuídas em seis itinerários distintos.

A Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais se inspirou na experiência francesa das Journées du Patrimoine. Partindo da premissa de que as ações de promoção e divulgação do patrimônio cultural são de fundamental importância para tornar mais efetiva a participação social e a gestão compartilhada das políticas de preservação do patrimônio cultural em nosso país, a iniciativa constituiu-se em uma experiência concreta e rica em possibilidades, capaz de reforçar a ideia de que as ações de proteção ao patrimônio cultural não são prerrogativas apenas dos órgãos públicos e que elas devem caminhar sempre na direção de um aprendizado coletivo, da valorização da diversidade cultural e de modo a contribuir para a criação de redes de circulação da produção cultural.


A realização da Jornada em Minas Gerais assumiu contornos próprios, com a participação de municípios e instituições culturais em torno de um mesmo objetivo, ou seja, de estimular e desenvolver atividades que sensibilizem a sociedade, favorecendo a transmissão dos valores culturais e promovendo sua inserção contemporânea em um projeto mais amplo de valorização da diversidade do patrimônio cultural mineiro.


Os roteiros A 9ª Jornada do Patrimônio Cultural de Minas Gerais – Caminhos de Poços de Caldas acontecerá de 10 a 16 de setembro, conforme os seguintes roteiros:


1) 10/9 – domingo Local: Saída da antiga estação ferroviária (CIT – Centro de Informações Turísticas) Horário: 10H Público-alvo: Moradores e turistas Tema: “Caminhos coloniais: regiões onde predominam as influências e especificidades do período colonial”. Ação: Companhia Teatral: Máscaras Vivas apresenta “Turismo em Cena: Caminhos do Imperador”. Moradores e turistas são convidados a um passeio pela história de Poços de Caldas, por meio de apresentações que conduzem o público de forma lúdica aos pontos de interesse turístico da área central da cidade. Poços de Caldas recebeu a visita do Imperador Dom Pedro II e sua comitiva, em outubro de 1886, para a inauguração do Ramal de Caldas da Estrada de Ferro Mogiana. A população ficou em festa com a vinda da corte e esse acontecimento projetou a estância em todo o país. O Caminho do Imperador destaca os principais locais onde a comitiva passou. Atores vivem os personagens e o público acompanha a comitiva, desde a chegada à Estação Ferroviária, passando pelos locais visitados pelo casal imperial.


2) 12/9 – terça-feira Local: Biblioteca Centenário (Espaço Cultural da Urca) Horário: 18h Público-alvo: Educadores (as) da Rede Pública Municipal de Ensino Tema: “Caminhos literários: territórios que promovem a biografia e a obra de grandes escritores mineiros”. Ação: Diálogo literário com escritores locais. Os escritores locais Hugo Pontes e Guilherme Teixeira conversam com os educadores sobre as obras de escritores mineiros e os caminhos literários do século XX em Poços de Caldas e em Minas Gerais.


3) 13/9 – quarta-feira Local: Serra de São Domingos Horário: 14h Público-alvo: Conselheiros do CODEMA e do CONDEPHACT Tema: “Caminhos ecológicos: rotas de preservação ambiental, patrimônio natural e turismo ecológico”. Ação: “Serra de São Domingos: um passeio pela Paisagem Cultural e Patrimônio Ambiental de Poços de Caldas” A atividade prevista será uma visita à Serra de São Domingos (Parque do Cristo), com formato de vivência. O roteiro tem o objetivo de conceituar e apresentar a diversidade e atributos da Paisagem Cultural e Patrimônio Ambiental de Poços de Caldas, da Unidade de Conservação e sua diversidade. Serão abordados os temas Monumento e Parque Natural, Unidade de Conservação, Paisagem Cultural, Patrimônio Ambiental Urbano, Educação para o Patrimônio e a Educação Ambiental para a Conservação. O roteiro parte da Estação do Teleférico percorrendo o Parque do Cristo com seus atrativos, logradouros turísticos, espaços tombados, o parque natural e sua biodiversidade, o monumento natural e o patrimônio construído.


4) 14/9 – quinta-feira Local: Museu Histórico e Geográfico Horário: 18h Público-alvo: Educadores (as) da Rede Pública Municipal de Ensino Tema: “Caminhos de batalhas: territórios marcados por combates militares e diferentes tipos de conflitos armados”. Ação: Palestra sobre a revolução de 1932. O professor de história Yuri de Almeida Gonçalves fará uma abordagem para educadores sobre a história da revolução de 1932, que marcou a divisa dos dois Estados: Minas Gerais e São Paulo, sendo significativa para o município de Poços de Caldas, pois houve acampamento militar no local que ficou conhecido como “Ponto da Cascata”, no Marco Divisório. Pretende-se uma reflexão sobre a economia e as questões políticas da época.


5) 15/9 – sexta-feira Local: Saída do Museu Histórico e Geográfico Horário: 16h Público-alvo: Moradores e turistas Tema: “Caminhos imaginários: lendas, folclore, causos e contos misteriosos, histórias fantásticas, personagens míticos”. Ação: Companhia Teatral: Monteiros e Lobatos apresenta: “Histórias, causos e lendas sulfurosas.” Com pesquisa histórica de Clisthenis Betti, o roteiro tem início no Museu Histórico e Geográfico, quando um ator caracterizado como Coronel Agostinho recepciona as pessoas na parte exterior do que foi o casarão da família. Em seguida, a trupe segue para o Espaço Cultural da Urca, com um percurso guiado pelos fundos do Teatro Benigno Gaiga. Na sequência, o grupo visita o Parque José Affonso Junqueira e a Praça Pedro Sanches, onde os próprios homenageados contam suas histórias. A encenação segue pelas Thermas Antônio Carlos até o Calendário Floral. Baseado nas pesquisas de Nilza Botelho Megale, em sua obra “Memórias Históricas de Poços de Caldas”, o passeio acaba na Fonte Pedro Botelho, que teria sua origem em uma lenda diabólica, ligada ao cheiro de enxofre das águas quentes, sendo este o ponto principal da apresentação.


6) 16/9 – sábado Local: Travessa Manoel Dias Simões Horário: 10h Público-alvo: Moradores e turistas Tema: “Caminhos de religiosidade: manifestações e práticas religiosas presentes no estado”. Ação: “Percurso da Santa Cruz – Inauguração da Escadaria” Inauguração da escadaria que substitui o funicular e reconstrói o caminho que leva da Travessa Manoel Dias Simões, no centro da cidade, até a Capela de Santa Cruz, um dos bens tombados mais antigos do município, sendo o local que marca o início das manifestações religiosas e culturais da Festa de São Benedito de Poços de Caldas.

Comments


bottom of page