Retirada dos Caiapós da Mata reforça tradição da Festa de São Benedito

Os caiapós já se juntaram às celebrações da Festa de São Benedito em Poços de Caldas, no Sul de Minas. Foram chamados pelos Ternos de Congos e, avisados pela buzina de chifre, já sabem que é tempo de dança. A tradicionalíssima Retirada dos Caiapós da Mata, na Fonte dos Amores, foi acompanhada pelo público na tarde desta quarta-feira, 11 de maio, depois de dois anos pandêmicos.


O potente e simbólico encontro entre negros e índios – silenciosa cerimônia de estranhamento e acolhida – compõe a tríade da programação cultural da Festa de São Benedito.



Fotos: Lavinia Du Valle


No meio da mata, os caiapós estão escondidos, em honra aos donos primeiros desta terra, desde antes de Santa Cruz. Se camuflam entre as árvores, se unem à paisagem, em total comunhão com a natureza. As crianças caiapós brincam. O negro traz o fogo que assusta, mas também aquece e, no final do embate, o momento mais esperado: o cacique dos Caiapós, Eduardo Ramos, recebe a coroa do Rei Congo que, em troca, ganha o cocar, símbolo maior dos Caiapós. “Essa troca significa igualdade”, conta Ailton Santana, o Mestre Bucha.


A história representada relembra o momento em que os negros, em retribuição à acolhida dos índios durante suas fugas, vão até a mata para convidá-los para a Festa de São Benedito. A celebração é um dos momentos mais emocionantes e significativos da programação cultural do festejo centenário.


Após a “retirada”, os Caiapós vão à frente do cortejo, com seus arcos, flechas e espadas de pau, que batem para marcar o ritmo, seguidos pelos Ternos de Congos, enchendo de vida a tarde fria de outono pelas ruas centrais da cidade, até a Capela de São Benedito, palco maior dos festejos de São Benedito.


Dia do Caiapó Este 11 de maio foi ainda mais especial porque, pela primeira vez, Poços de Caldas celebrou o Dia do Caiapó, data instituída por meio da Lei 9.490, de 6 de outubro de 2021, como forma de valorização da cultura popular e da memória de um de seus maiores expoentes, Seu Pedro Caiapó.


Pedro Antônio Ramos – Pedro Caiapó – nasceu em 28 de dezembro de 1931 e faleceu em Poços de Caldas, no dia 15 de dezembro de 2013. Foi Tuxaua ou Morubichaba (chefe temporal) do Grupo de Caiapós por 40 anos e a tradição vem sendo lindamente mantida por sua família desde então.


A Retirada dos Caiapós da Mata integra a programação cultural da Festa de São Benedito, junto ao Dia de Santa Cruz (3 de maio) e às celebrações de 13 de maio, que incluem a Missa Solene e a procissão.