top of page

Charanga dos Artistas vai homenagear mestres da Cultura Tradicional

A tradicional Charanga dos Artistas, alma do Carnaval poços-caldense, vai abrilhantar o Festival Poços 150 anos, com homenagens mais que especiais no sesquicentenário do município. Bonecos dos nossos mestres da Cultura Tradicional Dona Orlanda, Seu Joaquim, Seu Pedro Caiapó e Seu Luiz Siqueira e também do mito fundador da cidade se misturam a 19 grupos teatrais, de circo e dança acompanhados pelas marchinhas da Banda do Miguelzinho, levando a alegria, a vibração e a criatividade da Charanga dos Artistas para os festejos dos 150 anos de Poços de Caldas.

As apresentações serão realizadas nos dias 5 e 6 de novembro (sábado e domingo), das 16h às 18h, no Estádio Municipal Dr. Ronaldo Junqueira, o Ronaldão, que sedia o Festival Poços 150 anos, de 2 a 6/11. “A Charanga dos Artistas não poderia ficar de fora das celebrações dos 150 anos de Poços de Caldas pela força de sua tradição e por tudo que congrega, especialmente no que diz respeito às homenagens que sempre presta a personagens e histórias da cidade”, ressalta o secretário municipal de Cultura, Gustavo Dutra.

Desde 2001, o Carnaval de Poços de Caldas conta com a irreverência da Charanga dos Artistas, que reúne companhias teatrais locais e bonecos gigantes em uma grande celebração da arte e da cultura, ao som da Banda do Miguelzinho, com as tradicionais marchinhas. Queridíssima do público, a Charanga é garantia de diversão para toda a família.

Nesta edição especial dos 150 anos, os tradicionais bonecos reverenciam grandes mestres da cultura tradicional da cidade, os saudosos Seu Joaquim (Joaquim José da Cruz, mestre Moçambique, falecido em 2021), Seu Pedro Caiapó (Pedro Antônio Ramos, chefe do Grupo de Caiapós do São José, falecido em 2013), Seu Luiz Siqueira (Luiz Siqueira, Rei Congo, falecido em 2019) e Dona Orlanda da Conceição, mestre da Cultura Popular pelo Ministério da Cultura e Capitã do Terno de Congo Santa Bárbara e São Gerônimo que, aos 95 anos recém-completados, vai poder prestigiar a homenagem.

“Este ano vamos homenagear artistas da nossa cultura popular: Seu Joaquim, Dona Orlanda, Seu Pedro Caiapó e Seu Luiz Siqueira, todos eles inclusos na parte cultural, histórica e tradicional da nossa Festa de São Benedito e também o mito da fundação de Poços de Caldas, que fica em torno de Pedro Botelho, que morava nas águas sulfurosas ali onde é a região termal, as Thermas Antônio Carlos e a fonte Pedro Botelho, conhecida como Fonte do Leãozinho, com a crendice de que o diabo morava ali devido ao cheiro de enxofre”, explica o ator, produtor cultural, diretor de teatro, professor de história e um dos fundadores da Charanga dos Artistas, Clisthenis Betti, responsável pela pesquisa histórica dos homenageados, especialmente dos bonecos.

Já entre os homenageados pelas companhias teatrais estão o próprio Pedro Botelho, os imigrantes italianos, a princesa Tamara Gagarin, os cassinos, a Fonte dos Amores e a primeira peça de teatro do Grupo Alvorada, com direção de Benigno Gaiga, entre outros, com todos os temas relacionados à história de Poços de Caldas nestes 150 anos.

“Estamos muito empolgados porque o Carnaval foi cancelado e agora temos esta chance de mostrar o que estávamos preparando, nesta homenagem aos 150 anos de Poços de Caldas. Estamos muito contentes por participar de uma data tão importante na história de Poços de Caldas com um trabalho que já se tornou tradicional na cultura da cidade”, destaca Clisthenis Betti.

A Charanga

Criada em 2001, como forma de unir a classe artística para reverenciar personalidades locais, nacionais e internacionais, a Charanga dos Artistas resgata a alegria do “brincar carnaval”, ao mesmo tempo em que traz para a festa ícones da literatura, do cinema, da música e personagens que se destacaram em diversas áreas de atuação.

Além do resgate das marchinhas e da caracterização dos artistas, bailarinos e bonecos, o diferencial da atração é a interação com o público, que é parte fundamental do espetáculo. De maneira divertida e irreverente, o movimento artístico consegue trazer para o Carnaval referências históricas e culturais de Poços de Caldas, do Brasil e de todo o mundo.

Comments


bottom of page